Close

VIDA DEDICADA À MÚSICA



Destacado e premiado cantor, se dedicou a música popular, lançando dois discos. Morou no Rio de Janeiro, onde atuou como vocalista da lendária Banda Black Rio. Nos últimos quatro anos, vem pesquisando e estudando sobre música e teatro. A experiência de Juliano Barreto com musicais começou na homenagem para os 100 anos de Lupicínio Rodrigues, com o espetáculo premiado “Lupi, O Musical”, idealizado e protagonizado por Juliano assim como a participação no espetáculo épico “Eu Sou Maria” no Natal Luz de Gramado/RS .

Recentemente esteve à frente do mítico show “Ritual Tempo Negro”, projeto que conta com textos, cena, vídeos e muita música e que fala da cultura negra, sem barreiras entre culturas, países e idiomas.

VÍDEOS EM DESTAQUE

THE VOICE BRASIL - 2017

Juliano Barreto canta ‘Say You’ll Be There’

Assistir
RITUAL – Tempo Negro

Ritmos e gêneros clássicos do cancioneiro afro-americano no estilo spiritual, misturado ao blues com nuances jazzísticas e o gospel, intercalando textos, música e imagem. Juliano na voz e Daniel Benitz ao piano.

Maures Black

Black Music temperada com um sabor Disco, uma pitada de 70’, outra de 80’, mais o Soul na voz marcante de Juliano Barreto e o Groove no baixo pulsante de Zé Natálio, da Papas da Língua.

SITE:http://www.mauresblack.com
FACEBOOK: http://facebook.com/mauresblack
INSTAGRAM: http://instagram.com/mauresblack
SOUNDCLOUD: https://soundcloud.com/mauresblack
TWITTER: https://twitter.com/mauresblack
SNAPCHAT: https://www.snapchat.com/add/mauresblack

DISCOGRAFIA

Ouça meu som. Volume máximo é bem-vindo!

Canto Prometido

1. Missão Impossível

2. Amor Inconstante

3. Mata Minha Sede

4. Vento da Paixão

5. De Volta Ao Rumo

6. Entre Quatro Paredes

7. Refém do Amor

8. Cinzas

9. É Preciso Voar

10. Canto Prometido


O disco CANTO PROMETIDO é promessa cumprida, desejo realizado. Dez faixas mostram a música que dá motivo à minha vida. Minha história musical contada em diversos estilos, mas todos envolvidos pela mesma estética e mesma sonoridade. Liberdade é o ingrediente fundamental, usado para expressar a música da forma com que ela pulsa mais feliz dentro de mim.

A canção MISSÃO IMPOSSÍVEL (Juliano Barreto/Paulinho Fagundes), é um lamento amoroso, quase debochado, que não consegue ser sério, pois é embalado por uma levada pop, dançante, que torna muitas frases clichês em uma cantada bem sucedida. Mas a inocência da música é permeada por toques de malícia na instrumentação, executados pelo afinado trio: Paulinho Fagundes (guitarra), Di Steffano (bateria) e o gênio do contrabaixo brasileiro Arthur Maia, somado as congas suingadas do percussionista Giovanni Berti nos refrões.

A malícia continua em AMOR INCONSTANTE (Juliano Barreto/Leo Bracht), balada que leva mais a sério um amor turbulento, revela suas tristezas, mas no final acaba inspirando e virando canção. O violão brasileiro que se ouve ao fundo da canção, serve de base para um mosaico de guitarras que vão contando uma história paralela á canção.

MATA MINHA SEDE é um samba para uma boa dança de salão. A enfeitada bateria tocada por Marquinhos Fê e o preciso contrabaixo acústico do Edu Martins, vão apimentando a canção do Fernando Corona, que tem um ar de Rio de Janeiro soprando pela melodia. Talvez esse sopro seja o talento do Jorginho do Trompete mais uma vez.

Conexion

1. Hariki

2. Impartible corazón

3. Encuentro

4. Se real

5. Playa lunar

6. Luiza

7. Bicicleta

8. Bichito


Conexión fue grabado en 2 etapas, la primera en territorio nacional, la mayoría de las bases en DB estudio bajo la supervisión de Daniel Báez, a excepción de la canción Impartible corazón, que cuenta con la participación de Hugo Fattoruso y fue grabada en estudios Berequetum por Luis Raviza. En una segunda etapa Sara viajó a Río, y una vez allí grabaron las voces junto a Juliano Barreto.

El trabajo de pre mezcla y edición lo realizaron Juliano Barreto y Paulinho Fagundez, guitarrista del disco, en la ciudad de Porto Alegre. Para la mezcla final el disco viajo a Río de Janeiro nuevamente, y fue Vittor Farias quien realizó la tarea. Este disco es el deseo de un grupo de amigos, uruguayo-brasileros, de juntarse para compartir y vivir la felicidad de hacer música.

Éste grupo está compuesto por Juliano Barreto, Sara Sabah, Federico Righi, Paulinho Fagundez, Horacio di Yorio, Giovanni Berti, Benjamín Barreiro y Martin Ibarburu, además de las especialísimas participaciones de Hugo Fattorusso y el prestigioso cellista brasileño Jacques Morelembaum.